gincana história
Cultura, História

Viva nossa história!

O blog do Boulevard Geneve desde o início de suas atividades sempre primou por lançar um novo olhar sobre os principais programas e roteiros turísticos de Campos do Jordão. E contar um pouco da história de cada ponto turístico e evento faz parte desse trabalho. Acreditamos que resgatar as origens é importante para validar e valorizar ainda mais os atrativos naturais e culturais de Campos. Por isso ficamos bastante felizes ao nos deparar com o projeto “Campos do Jordão – Viva Nossa História”.

história BG capa

Aproveite e conheça a história do Boulevard Geneve, clique aqui.

Campos do Jordão – Viva Nossa História”, é uma gincana estudantil que será realizada na segunda semana de setembro, com a participação de alunos da rede pública de ensino da cidade. Promovida pelas secretarias de Cultura e Educação, a gincana visa estimular o estudo e as pesquisas sobre a cultura local, com objetivo de manter viva a história de Campos do Jordão.

Quiz Show

Com um formato de jogo de perguntas e respostas, ao modelo dos programas de TV, na gincana as escolas irão desafiar umas às outras para saber quem sabe mais sobre a nossa História.  As gincanas começam no dia 08 de setembro, quando participam as escolas Nicola Padula e Anísio Teixeira. No dia 09 participam Tancredo Neves e Irene Lopes Sodré. Nno dia 10, fechando a primeira fase dos jogos, é a vez de Laurinda da Matta e Lucilla Florence Cerqueira.

Os jogos serão disputados no Espaço Cultural Dr.Além, sempre às 13:30h, e a entrada é aberta ao público que quiser assistir, torcer e aprender com os alunos.

A gincana irá até dezembro e além das gincanas, ao final da mesma também será realizada a entrega do Prêmio “Guardião da Memória e da Cultura de Campos do Jordão”, que será entregue a grandes personagens de nossa Cidade que continuam vivendo e contando os grandes momentos de nossa História.

Gincana

#FICAADICA

Vale a pena prestigiar esse projeto de valorização da nossa cultura e história. E quem quiser ir além, os arquivos dos sites abaixo são verdadeiros baús de nostalgia e riqueza histórica. É só se jogar no conhecimento!

www.pedropaulofilho.com.br

www.camposdojordaocultura.com.br

boulevardgeneve.com.br/blog/ (busque nos nossos arquivos)

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste______________________________________________

assinatura BG

Padrão
cápsula conteúdo blog
Cultura, História

Revelado o conteúdo da Cápsula do Tempo

Uma Cápsula do Tempo foi encontrada no mês de abril na Vila Jaguaribe, em Campos do Jordão. O artefato foi encontrado por operários que trabalhavam na restauração da obra “O Centenário”, da artista Felícia Leirner, localizada em frente a Igreja Nossa Sra. Da Saúde.

cápsula do tempo

Entenda o caso, clique aqui.

Na ocasião da descoberta foram chamados historiadores e pesquisadores que identificaram a cápsula como um feito do artista plástico  Camargo Freire, que a enterrou durante as comemorações do centenário de Campos do Jordão em 1974. No entanto o local no qual ele havia depositado a cápsula era incerto, até a manhã do dia 14 de abril de 2015 quando o operário Maximiler Gonçalves, encontrou a cápsula enterrada aos pés da escultura na qual trabalhava no restauro.

A descoberta gerou curiosidade e diversas expectativas na comunidade jordanense e turistas, principalmente sobre o que haveria dentro da Cápsula do Tempo.

Testemunha da História - O professor e pesquisador Antônio Fernando Costella foi um dos responsáveis pela abertura e identificação dos documentos da cápsula do tempo.

Testemunha da História – O professor e pesquisador Antônio Fernando Costella foi um dos responsáveis pela abertura e identificação dos documentos da cápsula do tempo.

E o conteúdo da Cápsula do Tempo foi revelado na reinauguração da escultura “O Centenário”, durante os festejos do 141º Aniversário de Campos do Jordão, em 29 de abril.

A cápsula do tempo tem um formato cilíndrico, é de cobre e  mede cerca de 40 cm. Historiadores levaram aproximadamente 8 horas para abri-la, um trabalho cuidadoso para não danificá-la, dadas as condições em que o conteúdo se encontrava.

O professor Antônio Fernando Costella apresentou os documentos históricos para o público.

O professor Antônio Fernando Costella apresentou os documentos históricos para o público.

O conteúdo da cápsula do tempo consiste em:

1 – Dois catálogos alusivos às festividades do Centenário de Campos do Jordão.

2 – Uma Ata redigida pela Prefeitura Municipal da “Celebração das solenidades ao I Centenário da Cidade de Campos do Jordão” e assinada pelas autoridades da época, como o prefeito José Antonio Padovan.

3 – 08 páginas do jornal ‘Agora‘, de São José dos Campos, com matérias sobre Campos do Jordão do dia 28 de abril de 1974.

O público quis conferir de pertinho o presente histórico deixado pelo artista Camargo Freire.

O público pôde conferir de pertinho o presente histórico deixado pelo artista Camargo Freire.

Todo o material histórico agora está exposto para visitação no Espaço Cultural Dr. Além, que fica na Avenida Doutor Januário Miraglia, 1582, Vila Abernéssia. O horário de visitação é das 10h às17h. Grátis.

bônus: E a escultura “O Centenário”, da artista Felícia Leirner, ficou assim depois da restauração.

Autoridades durante a reinauguração da escultura "O Centenário", da artista Felícia Leirner.

Autoridades durante a reinauguração da escultura “O Centenário”, da artista Felícia Leirner.

Escultura "O Centenário". Artista: Felícia Leirner.  1974

Escultura “O Centenário”. Artista: Felícia Leirner. 1974. Campos do Jordão – SP.

***

Fonte e fotos: Prefeitura Municipal de Campos do Jordão.

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste______________________________________________

assinatura BG

Padrão
cápsula do tempo
Cultura, História

Cápsula do Tempo é encontrada em Campos do Jordão

Trabalhadores encontraram uma cápsula do tempo durante a reforma da escultura “O Centenário”, da artista Felícia Leirner, localizada em frente da Igreja Nossa Senhora da Saúde, em Campos do Jordão. Pesquisadores, até o momento, tem atribuído a cápsula ao pintor Expedito Camargo Freire (1908-1991).

A escultura que está sendo restaurada.

A escultura que está sendo restaurada.

Segundo o curador do museu da Casa da Xilogravura, o professor Antônio Fernando Costella, a existência da cápsula do tempo já era sabida, o que não se sabia era o local onde ela havia sido enterrada. O pintor Expedito Camargo Freire provavelmente a depositou aos “pés” da escultura na ocasião das comemorações dos 100 anos de Campos do Jordão, em 1974.

A descoberta

Na última terça-feira, dia 14 de abril, durante os trabalhos de restauro da peça ‘O Centenário”, de Felícia Leirner, na Vila Jaguaribe, um dos operários responsáveis pela passagem da fiação elétrica deparou-se com um artefato de ferro, medindo aproximadamente 30cm. Então foi chamada a Secretaria Municipal de Cultura que recolheu o artefato e o identificou como uma cápsula do tempo.

A Pedra do Baú vista de Campos do Jordão, por Camargo Freire.

A Pedra do Baú vista de Campos do Jordão, por Camargo Freire.

O que tem dentro?!

O conteúdo da cápsula do tempo não foi revelado, mas especula-se que a cápsula guarda documentos e desenhos originais feitos pelo consagrado professor Camargo Freire, considerado o pintor que melhor registrou as paisagens de Campos do Jordão. Mas certeza mesmo os cidadãos e turistas de Campos do Jordão só poderão ter no próximo dia 29 de abril, quando o conteúdo da cápsula do tempo será revelado para todos durantes as comemorações do aniversário da cidade.

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste_______________________________________________

assinatura BG

Padrão
30 ANOS 30 MOMENTOS BLOG
Boulevard Geneve 30 Anos, Cultura, História

Exposição “30 Anos 30 Momentos”

O Boulevard Geneve, o badalado complexo de lojas localizado no centrinho de Campos do Jordão, famoso pela arquitetura europeia, completou 30 anos em 2015. E em comemoração foi inaugurada na Páscoa a exposição “Boulevard Geneve 30 Anos 30 Momentos”.

A exposição “Boulevard Geneve 30 Anos 30 Momentos” conta um pouco da história do turismo de Campos do Jordão por meio de 30 recortes históricos do Boulevard Geneve. O prédio é considerado um marco da história da cidade por ser um símbolo da transição de Campos do Jordão de estância terapêutica e climática para um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil. O principal motivo desse prestígio é a beleza da construção, que se destaca pelo cuidado paisagístico, a torre em estilo medieval e a arquitetura que remete a simpáticas vilas europeias.

Boulevard Geneve - Campos do Jordão

Boulevard Geneve – Campos do Jordão

A linha do tempo da exposição conduz os visitantes por um passeio pela história do prédio, algo que se confunde com a própria história recente de Campos do Jordão. Quem assina a curadoria da exposição é Caroline Formenton, filha do fundador do Boulevard Geneve, e hoje administradora do prédio. Já a bonita arte de “Boulevard Geneve 30 Anos 30 Momentos” é de Wagner Rosa e imita o desenho da arquitetura do prédio homenageado, cujo estilo é o enxaimel, uma arquitetura medieval bastante comum na Alemanha.

O Boulevard Geneve é a casa do Baden Baden, o restaurante que deu origem a cerveja Baden Baden. Não tem como visitar um sem olhar para o outro. Aliás, já tinha reparado no BG lá de cima da fachada? ;)

O Boulevard Geneve é a casa do Baden Baden, o restaurante que deu origem a cerveja Baden Baden. Não tem como visitar um sem olhar para o outro. Aliás, já tinha reparado no BG lá de cima da fachada? ;)

A exposição “Boulevard Geneve 30 Anos 30 Momentos” vai até o final de 2015 e está exposta no segundo andar do Geneve Plaza, a galeria de lojas coberta do Boulevard Geneve. Então, fica a dica, confira a exposição na sua próxima viagem a Campos do Jordão e conheça a história do Boulevard Geneve, um lugar que é mais que apenas um prédio, um shopping ou uma rua. Um lugar que é tudo isso, mas que também é ponto de encontro, ponto turístico e há quem chame simplesmente de Campos do Jordão (que elogio, heim!).  Ou seja, um bom lugar onde pessoas do Brasil e do mundo inteiro se encontram quando visitam Campos do Jordão.

***

Endereço: Rua Djalma Forjaz, 103, Vila Capivari.

A partir de 03 de abril.

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste______________________________________________

assinatura BG

Padrão
FILME BLOG 2
Boulevard Geneve 30 Anos, Documentário, História

Documentário “Boulevard Geneve 30 Anos”

Já está disponível no Youtube o mini documentário sobre os 30 anos do Boulevard Geneve. E quem conta pra gente a história do prédio mais famoso de Campos do Jordão  é o o empresário Lélio Gomes, pai do aniversariante. :)

Um marco histórico de Campos do Jordão, o Boulevard Geneve é um badalado complexo de lojas de rua, famoso pela arquitetura européia. Assista o filme que conta a nossa história:

Boulevard Geneve 30 Anos | 1985 – 2015

O lugar mais charmoso de Campos do Jordão.

Mais informações:

Site – www.boulevardgeneve.com.br

Blog – www.boulevardgeneve.com.br/blog

Facebook – www.facebook.com/boulevardgeneve

Instagram – @boulevardgeneve

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste_______________________________________________

assinatura BG

Padrão
lélio BG 30 anos blog 2
Boulevard Geneve 30 Anos, História, Ponto Turístico

Fundador do Boulevard Geneve narra a história da obra em mini documentário

Um mini documentário (confira trechos durante o texto) vai contar a história do Boulevard Geneve, o badalado complexo de lojas de rua de Campos do Jordão, famoso pela arquitetura européia. O vídeo apresenta imagens históricas da construção do prédio e uma entrevista com o fundador e idealizador da obra, o empresário Lélio Gomes. O lançamento do mini documentário está marcado para esta sexta-feira, dia 20 de fevereiro, e o filme será disponibilizado gratuitamente no Youtube.

O empresário Lélio Gomes, fundador do Boulevard Geneve.

O empresário Lélio Gomes, fundador do Boulevard Geneve.

O Boulevard Geneve acaba de completar 30 anos de história. E os trinta anos do prédio mais famoso de Campos do Jordão serão amplamente festejados durante todo o ano de 2015. Tanto que uma programação cultural diversificada está sendo planejada e será divulgada na segunda quinzena de março para o lançamento oficial das comemorações que está previsto para a Páscoa.  As atrações culturais darão continuidade às ações iniciadas em 2014.

Os trabalhos em comemoração aos 30 Anos do Boulevard Geneve começaram na última temporada de inverno, com o lançamento oficial do blog e das redes sociais da marca Boulevard Geneve. Os canais de comunicação do Boulevard apresentam e trazem sempre o melhor de Campos do Jordão, com reviews que vão além das fichas técnicas comuns dos guias de turismo, sempre tentando surpreender e encantar o leitor com um olhar novo e textos de qualidade sobre os nossos melhores produtos, programas culturais e roteiros turísticos. O foco e o compromisso das publicações é com os admiradores de Campos do Jordão. Independente de serem turistas ou moradores, o objetivo é colaborar para que essas pessoas que amam Campos do Jordão, assim como nós do Boulevard amamos, aproveitem a cidade ao máximo.

Boulevard Geneve: Um marco histórico de Campos do Jordão.

Confira trechos do mini-documentário acima, nos players do Youtube que ilustram o texto.

***

bônus: Está curioso para conhecer a história do Boulevard e não quer esperar pelo mini-documentário?  Sorte sua, pensamos em você. Preparamos uma reportagem com a história do Boulevard Geneve, para ler basta clicar aqui. Boa leitura!

facebookwww.facebook.com/boulevardgeneve

blog: www.boulevardgeneve.com.br/blog

instagram: @boulevardgeneve

***

OFERECIMENTO

_______________________________________________

Padrão
igrejas blog 2
Cultura, História, Passeios, Religiosidade

Conheça as Igrejas de Campos do Jordão

Igrejas de Campos do Jordão

Apesar de ser uma cidade pequena, com pouco mais de 45 mil habitantes, Campos do Jordão conta com uma comunidade religiosa grande e bastante ativa. Existem muitas ordens e congregações religiosas na cidade, a maioria católicas. O motivo da maciça presença religiosa na cidade se deve ao turismo de cura que fez a fama de Campos do Jordão no início do século XX. Enquanto estância climática a cidade atraiu na primeira metade do século passado inúmeros pacientes tuberculosos que tinham no clima de Campos um forte aliado para se recuperarem da doença. E na esteira dos doentes vieram missões religiosas para amparar os pacientes mais críticos e carentes. Tais ordens e congregações das missões religiosas acabaram se estabelecendo na cidade e foram muito importantes para o desenvolvimento, sobretudo, da saúde do município, bem como das três principais igrejas de Campos do Jordão, a Matriz de Santa Teresinha, a Igreja de Nossa Sra. Da Saúde e a Igreja de São Benedito.

Confira abaixo estes importantes templos de fé e religiosidade da cidade, legados em boa parte pela solidariedade dos missionários que pra cá vieram.

MATRIZ SANTA TERESINHA

Popularmente conhecida na cidade como igreja Matriz, a Paróquia recebeu o nome da santa francesa devido a mesma ter falecido aos 24 anos de tuberculose. Muito lembrada nas orações pelos doentes tísicos nos anos do turismo de cura, Santa Teresinha naturalmente foi escolhida como padroeira de Campos do Jordão e de sua principal paróquia.

Matriz Santa Teresinha Campos do Jordão - SP

Matriz Santa Teresinha  Campos do Jordão – SP

Matriz Santa Teresinha Campos do Jordão - SP

Matriz Santa Teresinha  Campos do Jordão – SP

IGREJA NOSSA SRA. DA SAÚDE

A igreja é riquíssima em cultura e história. Considerada o marco zero de Campos do Jordão, uma vez que a igreja foi construída sobre a primeira capela erguida na cidade, o local abriga uma escultura de Felícia Leirner situada na praça que dá acesso a igreja. Já na sua entrada uma pedra exibe um poema do poeta Ranulpho Mendes e o interior do prédio abriga um belíssimo mural pintado pelo artista Expedito Camargo Freire. O nome da paróquia, por sua vez, também tem origem nos tempos de estância terapêutica de Campos e foi escolhido devido Nossa Sra. da Saúde ser famosa entre os católicos por ter intercedido pelo fim de vários surtos de peste ocorridos em Portugal, bem como na recuperação dos doentes. Sendo assim os clérigos da época decidiram que a santa era a mais apropriada para ser a padroeira da paróquia em Campos do Jordão, então famosa pelo turismo de cura dos tuberculosos.

Igreja Nossa Sra. da Saúde Campos do Jordão - SP

Igreja Nossa Sra. da Saúde  Campos do Jordão – SP

Igreja Nossa Sra. da Saúde Campos do Jordão - SP

Igreja Nossa Sra. da Saúde  Campos do Jordão – SP

Escultura de Felícia Leirner Igreja Nossa Sra. da Saúde Campos do Jordão - SP

Escultura de Felícia Leirner. Igreja Nossa Sra. da Saúde. Campos do Jordão – SP

IGREJA DE SÃO BENEDITO

A mais conhecida pelos turistas por estar localizada no centrinho da vila Capivari a igreja de São Benedito foi erguida no local que durante os anos 30 abrigava a Igrejinha de Vila Capivari, posteriormente denominada Igreja de Santa Teresinha do Menino Jesus. Mas a Igrejinha construída em 1929 foi demolida no início da década de 1940. O nome Santa Teresinha foi herdado pela igreja matriz da Vila Abernéssia e no local foi construída a atual Igreja de São Benedito. Com projeto dos famosos arquitetos Américo Salfati e Mário Buchighani a igreja teve o nome escolhido pelo Embaixador José Carlos de Macedo Soares, frequentador assíduo de Campos do Jordão e grande benfeitor da cidade. Macedo Soares que dá nome a uma das principais avenidas de Campos foi doador de quase todas as terras onde foram construídos os Sanatórios de saúde, importantíssimos na época crítica da tuberculose no país para a erradicação e a cura da doença.

Igreja de São Benedito Campos do Jordão - SP

Igreja de São Benedito  Campos do Jordão – SP

Igreja de São Benedito Campos do Jordão - SP

Igreja de São Benedito Campos do Jordão – SP

***

Santa Teresinha: Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Vila Abernéssia
Telefone: (12) 3662-1740
Nossa Sra. da Saúde: Praça Nossa Sra. da Saúde, 01, Jaguaribe
Telefone: (12) 3662-7068
São Benedito: Av. Macedo Soares, 55,  Vila Capivari 
Telefone: (12) 3663-1340
bônus: Clique e conheça também o Mosteiro São João (canto gregoriano) e a Capela São Pedro Apóstolo.
Para igrejas evangélicas, clique aqui.

****

OFERECIMENTO

Logo BG 30 Anos

***

 

Padrão
teaser 3 blog
Cultura, História

Palavra de pioneiro: “Ter sido copiado nos orgulha. Copiar boas ideias é ótimo!”

Dando continuidade à nossa série de teasers sobre os 30 Anos do Boulevard Geneve, compartilhamos o vídeo “Pioneiro”. O vídeo faz parte das ações em comemoração à marca. Ações iniciadas na última temporada de inverno e que serão ampliadas com exposições e apresentações culturais e artísticas em 2015.

Perguntamos para o fundador do Boulevard Geneve o que ele achava das pessoas que copiaram suas melhores ideias e a resposta foi surpreendente. Com a simplicidade e inteligência que lhe são peculiares ele nos respondeu que acha ótimo e que se sente orgulhoso com isso porque o vácuo criado pelas cópias de boas ideias resulta em coisas novas e bonitas. Confira:

 

Livre de qualquer vaidade, o empresário Lélio Gomes nos conta que vê com bons olhos a influência que o Boulevard Geneve exerceu e exerce ainda hoje sobre a arquitetura de prédios e casas de Campos do Jordão.

Palavra de pioneiro: “Eu acho que quando as pessoas imitam coisas boas é ótimo” [...] “Fomos pioneiros e as pessoas seguiram de uma maneira que nos orgulha” — Lélio Gomes.

“Pioneiro” faz parte de um mini-documentário que está sendo gravado e que contará a história da fundação do complexo de lojas de rua do Boulevard Geneve, famoso pelo estilo arquitetônico e pelo cuidado paisagístico. Um prédio considerado por muitos como “O Lugar Mais Charmoso de Campos do Jordão”.

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste

_______________________________________________

assinatura BG

Padrão
parada trem blog
Cultura, Fotografia, História

Cada Parada, uma história!

Trens são os protagonistas de qualquer estrada de ferro, logo chamam muita atenção por onde passam e naturalmente por causa da beleza de seus carros, história e certo ar de nostalgia inspiram o surgimento de clubes de trem e cada vez mais adeptos do trem modelismo.  No entanto, há quem se encante pelos coadjuvantes que compõem uma via férrea, a ponto de deixar os trens de lado, falo do encanto que as estações ferroviárias exercem sobre muitas pessoas.

Estação Vila Abernéssia Foto por

Estação Vila Abernéssia

O publicitário paulista Marcelo Tomaz é uma dessas pessoas. À frente do projeto Estações Brasileiras o publicitário vem desde 2012 traçando um raio x das condições atuais das estações ferroviárias do país. O objetivo principal, segundo Tomaz, é levantar um banco de imagens e registros históricos e resgatar a história das cerca de 5 mil estações brasileiras.

Marcelo Tomza - O idealizador do Estações Brasileiras. Foto por Jefferson Barcellos

Marcelo Tomaz – O idealizador do Estações Brasileiras.Foto por Jefferson Barcellos

E o projeto Estações Brasileiras tem visitado regularmente Campos do Jordão nos últimos anos registrando a beleza das estações ferroviárias da cidade, nossas queridas paradas de trem.

Estação Toriba Foto por Estações Brasileiras

Estação ToribaFoto por Estações Brasileiras

Neste ano em que a EFCJ completou 100 anos fica claro pelas imagens do projeto (entre outras, confira abaixo) o porquê de muitas pessoas preferirem as estações aos trens. Basta imaginar quanta história cada parada dessas presenciou, quantos primeiros beijos, despedidas, decepções, porres, abraços, planos, gestos de amizade, olhares de esperança, palavras de agradecimento, ou seja, quanta vida as nossas estações já testemunharam. E sempre ali quietinhas e observadoras, na delas, como todo bom coadjuvante deve ser. Mas ao mesmo tempo sempre atentas para a deixa que leva a sua entrada: seja fazer a vez de sala de espera para embarques e desembarques ou servir de salão de jogos para aposentados, palco para atores, rampa para skatistas, abrigo para chuva ou um canto especial para casais de namorados.  Cada parada de trem de Campos do Jordão revela uma história diferente no imaginário particular de cada pessoa. Toda estação é um lugar especial para alguém.

Por isso fica aqui nossos cumprimentos ao Marcelo Tomaz e demais colaboradores do Estações Brasileiras. É mais do que merecido e necessário um projeto que zele pelas histórias das nossas estações de trem. Parabéns!

Confira agora belíssimas imagens de nossas paradas ferroviárias. E cá entre nós, são tão bonitas e tem tanta história que fica até difícil decidir qual delas merece o Oscar de melhor coadjuvante das nossas vidas.

Estação Emílio Ribas

Estação Emílio Ribas Foto por Edson Maiero

Estação Emílio Ribas – A nova sede em estilo alpino foi inaugurada em 1984Foto por Edson Maiero

Estação Emílio Ribas Campos do Jordão - SP

Estação Emílio RibasCampos do Jordão – SP

A antiga Estação Emílio Ribas foi inaugurada em 1924. Hoje funciona como sede da EFCJ e mantém um trem para visitação. Foto por Walter Scaranto

A antiga Estação Emílio Ribas  – Inaugurada em 1924, a estação fica localizada dentro do Parque de Capivari. Atualmente funciona como sede da EFCJ e mantém um trem para visitação. Foto por Walter Scaranto

Antiga Estação Emílio Ribas Campos do Jordão - SP

Antiga Estação Emílio RibasCampos do Jordão – SP

Parada Damas

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/damas

Parada Damas Cintra Foto por Lucas Tranin

Parada DamasFoto por Lucas Tranin

Parada Damas Cintra Foto por Estações Brasileiras

Parada DamasFoto por Estações Brasileiras

bônus: matéria sobre o tombamento histórico da Parada Damas na Tv Vanguarda, afiliada da Rede Globo. Confira, clique aqui.

Estação Grande Hotel

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/grande-hotel

Estação Grande Hotel Foto por Estações Brasileiras

Estação Grande HotelFoto por Estações Brasileiras

Estação Grande Hotel Campos do Jordão - SP

Estação Grande HotelCampos do Jordão – SP

Antiga Parada Grande Hotel Foto por Gil Renno

Parada Vila Jaguaribe

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/vila-jaguaribe

Antiga Parada da Vila Jaguaribe Foto por Estações Brasileiras

Antiga Parada da Vila JaguaribeFoto por Estações Brasileiras

Parada Vila Jaguaribe - Atualmente a parada fica localizada próxima do prédio que antes abrigava o terminal rodoviário de campos do Jordão.

Parada Vila Jaguaribe – Atualmente a parada fica localizada próxima do prédio que antes abrigava o terminal rodoviário de Campos do Jordão.

 Parada Vila Sodipe

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/vila-sodipe

Parada Vila Sodipe - Ainda que esteja localizada próxima da região do Pão de Açúcar, o nome é esse mesmo.

Parada Vila Sodipe – Ainda que esteja localizada na região do trevo da Vila Paulista, próximo do Pão de Açúcar, o nome é esse mesmo.

Estação Vila Abernéssia

Estação Ferroviária Vila Abernéssia Campos do Jordão - SP

Estação Ferroviária Vila AbernéssiaCampos do Jordão – SP

Estação Vila Abernéssia Foto por Jéssica Salaverry

Estação Vila AbernéssiaFoto por Jéssica Salaverry

Estação Vila Abernéssia Foto por Suellen Ferreira

Estação Vila AbernéssiaFoto por Suellen Ferreira

 Parada da Viola

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/viola

Parada da Viola Foto por Estações Brasileiras

Parada da ViolaFoto por Estações Brasileiras

Parada da Viola Campos do Jordão - SP

Parada da ViolaCampos do Jordão – SP

Parada Fracalanza

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/fracalanza

Parada Fracalanza Foto por Estações Brasileiras

Parada FracalanzaFoto por Estações Brasileiras

Parada Fracalanza Foto por Elias Francione

Parada FracalanzaFoto por Elias Francione

Sanatórios

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/sanatorios

Parada Sanatórios Foto por

Parada SanatóriosFoto por Ana Carolina Russo

Parada Sanatórios Foto por Estações Brasileiras

Parada SanatóriosFoto por Estações Brasileiras

São Cristovão

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/sao-cristovao/

Parada São Cristovão Foto por Estações Brasileiras

Parada São CristovãoFoto por Estações Brasileiras

Parada Toriba

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/toriba

Parada Toriba Campos do Jordão - SP

Parada ToribaCampos do Jordão – SP

Gavião Gonzaga

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/gaviao-gonzaga

Parada Gavião Gonzaga Foto por Estações Brasileiras

Parada Gavião GonzagaFoto por Estações Brasileiras

Parada Cacique

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/cacique

Parada Cacique Foto por Estações Brasileiras

Parada CaciqueFoto por Estações Brasileiras

bônus: Algumas estações irmãs da nossa vizinha Santo Antônio do Pinhal. Quem conhece, não esquece!

Parada Tanaka

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/tanaka

Parada Tanaka Foto por Estações Brasileiras

Parada TanakaFoto por Estações Brasileiras

Parada Renópolis

review histórico em: www.estacoesbrasileiras.com.br/renopolis

Parada Renópolis Foto por Estações Brasileiras

Parada RenópolisFoto por Estações Brasileiras

Estação Eugênio Lefevre

review histórico em: estacoesbrasileiras.com.br/eugenio-lefevre

Estação Eugênio Lefevre Santo Antônio do Pinhal

Estação Eugênio LefevreSanto Antônio do Pinhal

***

Agradecimentowww.estacoesbrasileiras.com.br 

Para saber por quais cidades o projeto já passou, clique aqui.

Para patrocínios clique aqui. - Alô empresários, o projeto é super bem feito e eles estão precisando.

***

OFERECIMENTO

boulevardgerneve teste

______________________________________________

assinatura BG

Padrão
Cultura, História

A lenda dos três pinheiros

A história por trás da bandeira de Campos

Já é senso comum que a história costuma ser escrita não pelo povo e sim por versões oficiais prestadas por instituições como governos, forças armadas e a igreja. Mas às vezes essa ordem sucumbe perante a força das histórias das pessoas. E mesmo que tais histórias não se fiem pela realidade dos fatos – o que não é muito diferente do que muitas instituições fazem – elas tem ao menos uma vantagem sobre as versões oficiais, costumam carregar consigo um pouco de fantasia. Esse é o caso da lenda dos três pinheiros de Campos do Jordão, um causo contado e recontado tantas vezes que foi parar até na bandeira da cidade.

Senta que lá vem história…

Reza a lenda que Ignácio Caetano Vieira de Carvalho, o primeiro habitante de Campos do Jordão, enriqueceu devido a posição privilegiada de sua fazenda situada no caminho da trilha do ouro que levava ao sul de Minas Gerais. Já com a idade avançada, o velho Ignácio, sovina e avarento, prevendo que sua morte estava próxima decidiu juntar e enterrar escondido todo o ouro que possuía, para que ninguém desfrutasse da sua riqueza quando falecesse.

Fonte da imagem: Campos do Jordão Cultura.

Fonte da imagem: Campos do Jordão Cultura.

Para concretizar a ideia mesquinha, convocou um escravo para ajuda-lo no transporte do ouro até a região do “Lomba Larga”, hoje conhecida como Alto da Boa vista. Lá, no alto da montanha, entre três pinheiros, mandou o escravo abrir uma cova, onde depositou as barricas de ouro. Sepultado o tesouro, matou o escravo para perpetuar o segredo, e então retornou à sede de sua fazenda.

O meme do tesouro de Campos do Jordão

Anos mais tarde o velho Ignácio faleceu e deu-se então largada a uma corrida à procura do tesouro do fazendeiro. Por décadas moradores de Campos do Jordão tentaram em vão encontrar os três pinheiros. A informação da localização vazara de alguma maneira espalhando-se rapidamente, mas mesmo assim nenhuma escavação foi bem sucedida. O motivo: a natureza tomara parte com o velho Ignácio e a região do Alto da Boa Vista onde ficavam os três pinheiros transformou-se em um imenso pinheiral. Nisso o tesouro se perdeu para sempre.

Perdeu, patrão!

Mas a mesma natureza que negou aos caçadores do tesouro o paradeiro do ouro, fez o mesmo com o velho Ignácio. Antigos moradores da região do Alto da Boa Vista costumavam contar que antigamente nas noites de sexta-feira o fantasma do fazendeiro assombrava aquelas bandas vestido de negro, montado em um cavalo preto, gritando moído de remorso: “Lomba Larga, Três Pinheiros, Onde estão meus dinheiros?”. O velho Ignácio nunca recebeu qualquer resposta. E mesmo a lenda dos três pinheiros, sequer leva seu nome. Com o passar dos anos as pessoas até passaram a creditar erroneamente a história do tesouro escondido como sendo o “Tesouro do Jordão”, em referência ao brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, que nunca chegou a por os pés em Campos do Jordão, mas como dá nome à cidade acabou emprestando por acaso sua graça também à lenda mais conhecida de Campos.

O paradeiro dos três pinheiros

Felizmente a história se encarregou de tomar para si a localização dos três pinheiros. Em 1959 os três pinheiros foram parar na bandeira e no brasão oficial de Campos do Jordão. Já que estes carregavam consigo o símbolo de guardiões do maior tesouro da história da cidade, nada mais assertivo do que estarem presentes também na nossa bandeira, que simboliza aquilo que é mais rico para nós jordanenses:

O orgulho e o amor que todos temos de viver em um lugar único cuja riqueza maior é a natureza, algo muito mais valioso que qualquer tesouro, e que está muito bem representada no verde dos nossos pinheiros.

Eita – Que bandeira linda!

 ***

fontes:
www.camposdojordaocultura.com.br
www.pedropaulofilho.com.br
www.emcamposdojordao.com.br

***

 OFERECIMENTO

Logo BG 30 Anos

***

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Padrão